quinta-feira, abril 07, 2011

BloGays Ativar!


Nunca neguei e jamais renegarei meu lado humanista e agregador. Procuro sempre harmonizar e integrar as mais diversas pessoas e situações, seja no trabalho, na familia ou com os amigos. Não escondo de ninguém que sou homossexual e por isso mesmo, na empresa onde trabalho, ganhei respeito com humildade e perseverança. Outros foram chegando e, hoje, com esta total abertura, existe um convívio excelente entre a equipe. E isso se espalha. 

Hoje li uma "porrada" de textos em blogs, portais e outros veículos de midia, dada a enxurrada promovida por aquele desPoTAdo fanfarrão que usa indevidamente de um salário oriundo dos impostos que EU, gay, pago regularmente e que não se traduzem em direitos básicos como o casamento cívil para pessoas de mesmo sexo. Enfim, situação ridícula e vexatória para um país que se diz "do futuro". Nem preciso citar que aquela potência acima do México vai pelo mesmo caminho sendo contraditória em atitudes à sua condição "bastião-mor de uma demo-cracia peculiar" a ser imposta ao resto do planeta. 

Do outro lado do mundo, porém sempre pertinho de qualquer canto paulistano, numa terra chamada Pampublikong, de onde vem o Edu  - digitei o nome do seu blog sem ctrl+c, uhuuu!!- li hoje um rol de mitos sobre a homossexualidade no Brasil que fez uma conexão muito bacana e complementar com o que tinha lido no Farol de Reminescências do Dino, meu amigo, que diretamente de Austin, conseguiu em breves palavras traduzir a necessidade urgente dos GLBT de assumirem suas responsabilidades e sua sexualidade perante a mídia, a sociedade, a família e a si próprios - principalmente - para que possamos todos, ganhar, mesmo que com alguns espinhos, a luta contra o preconceito.

Não bastasse isso, feito um cowboy, e sempre ligado nos mais diversos assuntos da mídia, com o Muque de Peão, Luciano sintetizou muito bem os acontecimentos recentes e o revés que teve o caso do despotado fanfarrão falador de besteiras. Sua atitude foi deflagrou uma onda de apoio aos GLBT que, cada vez mais, estará presente na sociedade com naturalidade, fomentando ainda mais, em gerações futuras, uma liberdade de vida, que não foi possível no passado e que hoje, ainda, é limitada em termos de direitos cíveis, mas que abre caminho rumo a igualdade e respeito mútuo entre todos. Afinal, querendo ou não, somos todos: GENTE.

Termino com um trecho do blog do Dino:

"A mudança na atitude dos outros começa também com cada um de nós que não somos famosos. Todo mundo conhece um amigo ou tem alguém na família que é gay, ainda que não saiba. A maioria dos meus amigos não comunicou à família ainda que eles são gays, e não planejam fazê-lo, embora todo mundo saiba que essa tia solteirona passada dos 40 é biba. Só sai com homem e nunca traz namorada em casa. Quando traz, ela é mais homem que ele. Acredite: você não engana ninguém. Se a família soubesse, votaria em candidatos menos antagonistas com relação a gays, lésbicas e afins. Você só começa a cicatrizar depois que entra em paz com essa parte da sua vida. "

No mínimo coerente ao que se espera de "abertura" na mentalidade alheia e principalmente a nossa própria aceitação, condição inerente e particular para que possamos ser livres e dignos do respeito alheio enquanto seres, tão humanos, quanto quaisquer outros.

Marcelo Poloni

ps.: Por favor, ajude a pressionar o governo americano e preencha o abaixo assinado aquipara evitar que, depois de cinco anos de amor e compromisso, Josh e seu marido venezuelano Henry, ao lado, sejam separados pelo governo norte-americano - cerca de 36.000 outros casais passam pelo mesmo problema. Mais informações aqui!

6 comentários:

  1. O texsto publicado no Pambuplikong resume tudo o que passamos e não conseguimos em troca. É phoda nos ser negados direitos de todo cidadão. Eus ei que chegaremos lá, só espero que esteja vivo para ver esse dia.

    bjão

    ResponderExcluir
  2. oi Wans queridão!!!!! pois é... chegaremos!!! e se não chegarmos... pelo menos fizemos nossa parte. Bjo pro c e pro Melo!

    ResponderExcluir
  3. Perfeitas todas as contextualizações citadas por vc ... li o Luciano, li o Edu, agora leio o Dino e vc ... Parabéns a todos ... precisamos disto ...

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que libera a maconha e todo mundo vai ficar feliz... hahahahaha!!!!
    Tudo ótimo, querido! Congratz pelo post!
    Hugzão!

    ResponderExcluir
  5. Otimo texto. Obrigado por me incluir no seu comentário! Fiquei lisongeado. Abração.

    ResponderExcluir
  6. A P O I A D O!!!!!!!!!!!!

    \o/ \o/ \o/


    agregar é compartilhar nossos ricos pedacinhos.



    bjsmeus

    ResponderExcluir

Criar não é imaginação, é correr o grande risco de se ter a realidade. Entender é uma criação, meu único modo. Clarice Lispector.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...